quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Propriedade deve ter programa de controle para produzir leite de qualidade


A propriedade precisa ter um programa eficiente de controle para que o leite chegue à mesa do consumidor em perfeita qualidade. O leite deve ser tratado com muitos cuidados e técnicas. O pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste, Luiz Francisco Zafalon, explica que a instrução normativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento que regula a qualidade do produto, define o leite como o produto oriundo da ordenha completa e ininterrupta, em condições de higiene, de vacas sadias, bem alimentadas e descansadas. “Então, o leite, já é um produto de qualidade”, destaca.

O pesquisador explica, no entanto, que é necessário ter um atendimento técnico especializado para se evitar problemas durante o processo de ordenha. “É importante que o produtor e os demais envolvidos na cadeia do leite saibam que não existem meios para melhorar a qualidade do leite após a ordenha do animal”, ressalta.

Um dos aspectos mais importantes e que assegura a qualidade do leite é a ordenha completa do animal necessária para não alterar a composição do produto, pois a gordura, por exemplo, é um constituinte que estará em concentrações adequadas no leite somente quando o animal é ordenhado completamente.

“Além disso, a ordenha completa e sem interrupções, impede o acúmulo de leite residual no úbere do animal, o que reduz as chances de ocorrência da mastite”, esclarece o pesquisador, que destaca ainda a necessidade de o produtor seguir condutas de boas práticas de higiene para evitar contaminações do produto.